Blog UPBE | Como manter os joelhos saudáveis e longe de lesões
463
post-template-default,single,single-post,postid-463,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

Como manter os joelhos saudáveis e longe de lesões

Como manter os joelhos saudáveis e longe de lesões

Você sabia que as dores nos joelhos são bem comuns entre todas as dores nas articulações e que pode afetar pacientes de todas as idades? De intensidade e duração bastante variadas, o desconforto no joelho pode produzir inchaço e dificuldade no movimento. Isso não é por acaso. Os joelhos suportam todo o nosso peso corporal. Por isso, especialistas recomendam uma série de cuidados para que o joelho se mantenha saudável, diminuindo os riscos de lesões agudas e a progressão do desgaste articular.

O joelho pode ser acometido por diversas patologias, como torções ou entorses, contusões, traumas, desgaste (artrose), entre outras. Essas lesões podem comprometer todas as estruturas internas do joelho, como ligamentos, cartilagens, tendões e meniscos.

Peça orientação profissional

Você sentiu um incomodo no joelho, apenas tomou um anti-inflamatório e achou que seu problema estava resolvido. Não faça isso! É essencial procurar um médico do esporte, que fará uma completa análise de como está a saúde do seu joelho e, a partir daí, traçará uma meta do que pode (e não pode) ser feito para prevenir e remediar algum tipo de lesão.

E mais: o treinamento incorreto é considerado o principal fator ligado a lesões. Correr sozinho e sem orientações de um educador físico especializado na área pode, por exemplo, fazer com que o corredor adote posturas erradas e aumente subitamente volume e intensidade, também conduzindo a futuras lesões.

LEIA TAMBÉM

Dieta sem acompanhamento representa risco à saúde

5 vantagens de uma consultoria multidisciplinar

Médico do esporte é apenas para esportistas

Não fique parado

Estudos apresentados por instituições americanas ao longo dos anos comprovaram que o sedentarismo é um dos principais responsáveis pela fraqueza muscular, podendo gerar vários problemas nos joelhos. De acordo com Fernando Soares, médico do esporte da upbe, o exercício físico promove saúde e pode ser utilizado como arma para o tratamento de diversas patologias do joelho. Manter-se ativo também ajuda a controlar o peso. A chave é saber seus limites.

Entre os principais fatores que provocam lesão na área estão o baixo condicionamento físico e flexibilidade limitada. A melhor maneira de resolver tais questões é investir no aquecimento e no alongamento antes de iniciar qualquer atividade.

Fortaleça o joelho

O joelho atua como o principal dissipador de energia cinética no esporte. Ou seja, qualquer impacto passa por esta articulação. A falta de preparo muscular pode não dissipar corretamente e causar sobrecarga com lesões a cartilagens, tendões e à membrana. Por isso, o ganho do musculo anterior da coxa (quadríceps) é crucial para o preparo ao esporte. Assim, é fundamental fortalecer o joelho. E, claro, não faça isso de qualquer jeito. Procure o auxílio de um profissional em educação física.

Tipo de calçado ajuda na prevenção

Uma boa flexibilidade e bom arco de movimento do quadril e tornozelo ajudam a transmitir e dissipar melhor a força durante o esporte, evitando a sobrecarga nos joelhos. Diante de tudo isso, fortalecimento muscular, postura e execução correta dos movimentos atuam em defesa dos joelhos. Até a escolha do calçado faz diferença. Tênis confortáveis e com bom amortecedor ao “toque do calcanhar” ajudam a tirar a pressão da articulação do joelho e, consequentemente, minimizam os riscos de uma lesão.

Compartilhe
Sem comentários