Blog UPBE | Você sabe o que é treinamento funcional?
444
post-template-default,single,single-post,postid-444,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

Você sabe o que é treinamento funcional?

Você sabe o que é treinamento funcional?

Você já deve ter escutado muito sobre isso. Mas, na verdade, você sabe o que é treinamento funcional? De acordo com especialistas, trata-se de um método de treinamento que visa melhorar a capacidade funcional. Ou seja, a habilidade de realizar as atividades normais da vida diária com eficiência, autonomia e independência.

O treinamento funcional se caracteriza por movimentos globais. É válido dizer que o treinamento funcional se baseia nos movimentos naturais das pessoas, como correr, levantar, pular, agachar, arremessar, puxar e assim por diante. Isso fará do seu corpo uma ferramenta que produza movimentos eficientes, melhorando a saúde, o desempenho e, consequentemente, prevenindo lesões.

Um dos pilares do Treinamento Funcional é o Fortalecimento do Core, centro de força do corpo, que inclui os músculos do abdômen, quadril e lombar.

De acordo com a atividade para qual o indivíduo é treinado, pode-se incluir exercícios de propriocepção, equilíbrio, agilidade, coordenação, e qualquer outro tipo de habilidade que seja exigida pela atividade para qual o treinamento está focado.

Em outras palavras, o exercício funcional vem para somar às demais modalidades presentes nas academias e, assim, preencher uma lacuna e possibilitar um desenvolvimento corporal mais homogêneo, ou seja, mais completo.

Leia também

Como e quando inserir exercícios físicos às crianças

Correr na rua ou na esteira. Qual a melhor opção?

Qual o melhor horário para treinar?

Benefícios do treinamento funcional

  • Desenvolvimento da consciência e controle corporal;
  • Melhoria da postura;
  • Diminuição da incidência de lesão;
  • Melhora do desempenho atlético;
  • Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral;
  • Aumento da eficiência dos movimentos;
  • Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;
  • Melhora da força, coordenação motora;
  • Melhora da resistência cardiovascular;
  • Melhora da flexibilidade e propriocepção.

Quem pode fazer o treinamento funcional?

Qualquer pessoa, independentemente da idade ou do nível de condicionamento físico, uma vez que a base da metodologia do treinamento funcional são os movimentos naturais.

A orientação de um educador físico que leve em conta a individualidade do aluno e suas experiências esportivas anteriores, a capacidade de força e resistência ou até limitações coordenativas são fundamentais para o sucesso do programa de treino.

Por isso, um diagnóstico completo e criterioso dará ao professor condições de elaborar um programa de treinamento seguro, motivador e desafiador. Tudo isso fará com que o aluno tenha prazer em realizar as atividades propostas com conforto e segurança.

Compartilhe
Sem comentários