Blog UPBE | Como acelerar a recuperação dos músculos pós-treino?
492
post-template-default,single,single-post,postid-492,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

Como acelerar a recuperação dos músculos pós-treino?

Como acelerar a recuperação dos músculos pós-treino?

Você é daquelas pessoas que não se preocupa muito com os seus músculos após os treinos? Se faz parte dessa lista, comece a mudar de pensamento. Tão importante quanto o treinamento em si é o período de descanso pós-atividades físicas. Se na hora do exercício você leva o seu corpo ao limite, quando ele acaba é hora de deixar o organismo assimilar todo aquele esforço. E isso só é possível com uma boa recuperação, que vai muito além de se jogar no sofá!

Dormir/descansar

Aquela boa noite de sono não apenas restaura suas energias e sua disposição física e mental, como tem papel fundamental na produção de hormônios como testosterona e GH, hormônios diretamente ligados a melhora do desempenho. O sono é, sem dúvida nenhuma, a etapa mais importante do processo de recuperação física e muscular.

Um com equipes esportivas, incluindo times de basquete, futebol, tênis e natação, concluiu que “aumentar a quantidade de horas dormidas melhora a performance e acelera a hipertrofia e os ganhos de força e resistência”. Não existe um número exato de horas que você deve dormir por dia, mas, de forma geral, fica em torno de 8 horas, em ambiente escuro, silencioso e com temperatura amena.

LEIA TAMBÉM

Alimentos que ajudam no fortalecimentos dos músculos

Dieta sem acompanhamento representa risco à saúde

Musculação ajuda a emagrecer. Mito ou verdade?

Hidratação

O corpo humano é constituído de aproximadamente 60% de água distribuída entre os espaços intracelular com 40% e extracelular com 20%, tornando importante uma correta hidratação para a manutenção da homeostase (equilíbrio), principalmente durante a realização de um exercício físico.

Esforço físico e a temperatura do ambiente afetam de forma relevante o surgimento e/ou agravamento dos sintomas da desidratação, uma vez que podem elevar de maneira significativa a temperatura corporal e reduzem a capacidade do ser humano em tolerar a manutenção do exercício, facilitando a fadiga.

Massagem pós-atividade

Massagear as áreas que mais sofrem após o exercício pode ser uma boa opção para acelerar o processo de recuperação. A manipulação mecânica dos tecidos do corpo com movimentos rítmicos e cadenciados, visando ao aumento do fluxo sanguíneo e consequente redução de edema e dor. Segundo estudos publicados anos atrás pelo Journal of Athletic Training e pelo British Journal of Sports Medicine, a técnica é capaz de melhorar a circulação sanguínea e de produzir sinais químicos que diminuem a inflamação local, causada pelas lesões nas fibras musculares.

Consumo de carboidratos

O momento da ingestão e a composição do suplemento consumidos podem aprimorar o processo de recuperação e o reparo tecidual após exercício. A ingestão de carboidrato antes do exercício visa maximizar os estoques endógenos de glicogênio. Durante os exercícios, para manter a glicemia. Após a atividade, tem a função de reduzir as lesões musculares.

Gelo

Já viu a técnica usada por alguns atletas que imergem parte do corpo em um balde ou banheira com gelo?  A crioterapia é a aplicação de frio para fins terapêuticos. Trata-se de uma aplicação superficial de gelo que resulta em alterações na temperatura da pele (subcutânea), intramuscular e articular. A diminuição da temperatura tecidual estimula os receptores cutâneos a excitar as fibras simpáticas adrenérgicas, causando a constrição das arteríolas e vênulas locais. Isso resulta em uma redução de inchaço e uma diminuição da taxa metabólica que, por sua vez, reduz a resposta inflamatória, a permeabilidade vascular e a formação de edema

O que achou? Lembre-se que, antes de iniciar qualquer atividade, é muito importante saber como está sua saúde. Esse é o primeiro passo para iniciar uma nova etapa em sua vida.

Compartilhe
Sem comentários