Blog UPBE | A importância da redução do açúcar nos alimentos industrializados
560
post-template-default,single,single-post,postid-560,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

A importância da redução do açúcar nos alimentos industrializados

A importância da redução do açúcar nos alimentos industrializados

Como medida para ajudar a melhorar a conscientização da população, no dia 26 de novembro o Ministério da Saúde firmou um acordo com 68 empresas para a redução de açúcar nos produtos industrializados.

Será reduzido aproximadamente 144 mil toneladas de açúcar nos alimentos até 2022. O acordo é válido para cinco grupos de produtos industrializados: misturas para bolos e bolos prontos, biscoitos recheados, achocolatados em pó, bebidas açucaradas e produtos a base de leite.

O Brasil é um dos primeiros países a fazer um acordo desse tipo com as indústrias alimentícias. E segue o mesmo modelo feito para a redução de sódio, que diminuiu mais de 17 mil toneladas do ingrediente nos alimentos processados em quatro anos.

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é o consumo de 50 gramas por dia de açúcar, o que equivale a 12 colheres de chá. Se possível, reduzir para 25 gramas ou aproximadamente 6 colheres de chá. Estima-se que no país os brasileiros consomem em média 80 gramas de açúcar por dia, o equivalente a 18 colheres de chá. 64% desse consumo é do açúcar adicionado ao alimento (como por exemplo, o café) e 36% tratam-se do açúcar presente nos alimentos industrializados.

Até 2022, será reduzido 32,4% de açúcar nos bolos; 46,1% nas misturas para bolos; 33,8% nas bebidas açucaradas; 53,9% nos produtos lácteos; 10,5% nos achocolatados e 62,4% nos biscoitos.

Nos últimos dez anos, a quantidade de brasileiros obesos aumentou cerca de 60%. Por isso, é importante o apoio da indústria e do Estado nesses casos, pois ajuda na conscientização e na redução de doenças como diabetes e hipertensão.

Os bons hábitos alimentares e a frequência de exercícios físicos são as principais maneiras de manter uma vida saudável. A upbe ajuda a garantir o bem-estar tão desejado, com uma equipe integrada: médicos, nutricionista e educador físico que transformarão o seu corpo e a sua mente.

Compartilhe
Sem comentários