Blog UPBE | Consumo de álcool e qualidade do sono: qual a conexão?
655
post-template-default,single,single-post,postid-655,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

Consumo de álcool e qualidade do sono: qual a conexão?

Consumo de álcool e qualidade do sono: qual a conexão?

Seu sono é reparador? Você acorda bem disposto, com a sensação de que dormiu o suficiente?

Um sono reparador envolve durante a noite transições entre diversas fases do sono – a I, II, III e a REM (Rapid Eyes Movement) – e perturbações nessas fases podem afetar a qualidade do sono. Um sono de qualidade ruim pode se manifestar como sonolência diurna, cansaço, dor muscular e problemas de memória.

Mas será que o consumo de bebida alcoólica interfere no sono?

Um estudo publicado no JMIR Mental Health mostrou que consumir álcool antes de dormir pode prejudicar em até 40% a percepção de sono reparador. Isso ocorre porque o álcool acelera a passagem das primeiras fases do sono, importantes para o processo como um todo. Segundo o estudo, a ingestão de baixa quantidade de álcool influencia em torno de 10% na qualidade do sono, uma ingestão moderada em 24% e a ingestão de quantidades mais altas em até 40%.

Um outro problema é que o álcool interfere no ADH (Hormônio Antidiurético) levando a despertar durante a noite para ir ao banheiro, além de intensificar problemas como ronco, insônia e apneia.

Referências:
Acute Effect of Alcohol Intake on Cardiovascular Autonomic Regulation During the First Hours of Sleep in a Large Real-World Sample of Finnish Employees: Observational Study
Pietilä J, Helander E, Korhonen I, Myllymäki T, Kujala UM, Lindholm H
JMIR Ment Health 2018;5(1):e23

Compartilhe
Sem comentários