Blog UPBE | Só mais um site WordPress
269
home,paged,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-269,paged-3,page-paged-3,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive
 

BLOG

Seguir caminhos através da consciência de quem verdadeiramente somos, identificando em nós o ponto de partida. Vários pensadores desenvolveram a teoria de pensamento de que o homem é o único responsável pelo seu destino, a partir de suas escolhas individuais; é a atitude e o comportamento que irão estabelecer a forma de lidar e reagir ao mundo.

Hoje travamos uma batalha com a comida. Quer para manter a forma, quer para perder peso, para adequar-se a restrições médicas, ou para nos moldar a restrições impostas por nós mesmos, tentamos controlar nossa alimentação. Classificamos alimentos, rotulamos o que é ou não adequado, comemos quando não temos fome ou a enganamos quando ela aparece. Em nossa vida moderna distorcemos um ato simples, essencial e especialmente prazeroso que é comer e o transformamos em algo bastante complicado, e que em algumas situações tem levado a um grande sofrimento.

Sabemos que começar um projeto de vida saudável é uma tarefa difícil, mas não é impossível. Com pequenos ajustes na rotina é possível se livrar de alguns hábitos ruins e conseguir resultados positivos. Por outro lado, para algumas pessoas, vida saudável é simplesmente evitar doenças. Na verdade, o conceito que envolve a palavra “estilo de vida” é muito amplo, inclui vários aspectos de vida, sendo que cada um desses aspectos (física, mental, espiritual e social) influenciam a saúde individual da pessoa.

No mundo frenético que vivemos, nossa mente dificilmente acompanha nosso ritmo. O corpo está presente, mas a mente divaga em pensamentos, ruminando coisas que aconteceram no passado, preocupações com o futuro e tarefas que devem ser executadas. Dados científicos demonstram que não estamos atentos ao que fazemos naquele momento em 47% do tempo. Este estado mental gera estresse e ansiedade, e, na maior parte das vezes, nem notamos o quanto estamos dispersos.

Você é daquelas pessoas que não se preocupa muito com os seus músculos após os treinos? Se faz parte dessa lista, comece a mudar de pensamento. Tão importante quanto o treinamento em si é o período de descanso pós-atividades físicas. Se na hora do exercício você leva o seu corpo ao limite, quando ele acaba é hora de deixar o organismo assimilar todo aquele esforço. E isso só é possível com uma boa recuperação, que vai muito além de se jogar no sofá!

Você sabia que alguns alimentos são essenciais para desenvolver e fortalecer os músculos? Seja um atleta de alto rendimento ou alguém que esteja iniciando nas atividades físicas. No entanto, ter o corpo dos seus sonhos e, acima de tudo, saudável requer alguns detalhes muito importantes. A começar pelo acompanhamento profissional. Fazer um check-up para saber como está sua saúde é prioridade.

Você já pensou em fazer uma dieta? Ligou seu computador e “deu um Google” em busca de algo que pudesse lhe ajudar nesse seu objetivo? Certamente, encontrou muita coisa, não é? São aquelas dietas da sopa, proteína, sem glúten, que eliminam determinados alimentos ou exige a ingestão de algum medicamento vendido sem problemas nas farmácias. Aí, você pensa: “aqui está bem explicado e posso atingir minha meta”.

Você já deve ter escutado muito sobre isso. Mas, na verdade, você sabe o que é treinamento funcional? De acordo com especialistas, trata-se de um método de treinamento que visa melhorar a capacidade funcional. Ou seja, a habilidade de realizar as atividades normais da vida diária com eficiência, autonomia e independência.

Cada vez mais, as pessoas falam da necessidade de ter um estilo de vida saudável, da importância de seguir uma dieta balanceada e de praticar atividade física para ter uma boa saúde. Como consequência desse hábito, evita-se, por exemplo, o sedentarismo infantil, algo que vem crescendo em nossa sociedade. Por isso, a maioria dos pais se preocupa em oferecer uma atividade física aos seus filhos.