Blog UPBE | Só mais um site WordPress
269
home,page-template,page-template-blog-large-image-whole-post,page-template-blog-large-image-whole-post-php,page,page-id-269,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive
 

BLOG

Há um mito em relação ao ganho de peso nas festas de final de ano, acreditando-se que esse ganho é "modesto", em torno de 2,5kg. No entanto a verdade é um pouco diferente disso - um estudo publicado em 2000 no New England Journal of Medicine (NEJM) quantificou o ganho de peso desse período acompanhando 165 pacientes - e o resultado trouxe algumas boas notícias e outras nem tanto.

Um estudo publicado em 2020 demonstrou que há evidências crescentes de que as mudanças dinâmicas na microbiota intestinal podem alterar a fisiologia e o comportamento do cérebro, regulando e influenciando a disfunção cognitiva, bem como o processo de neurodegeneração e doenças cerebrovasculares, contribuindo para a patogênese de distúrbios cerebrais como dor, depressão, ansiedade, autismo, doenças de Alzheimer, doença de Parkinson e AVC.

Parte de uma flora intestinal saudável é composta por tipos de bactérias chamadas bifidobactérias. As bifidobactérias têm como principal função manter o equilíbrio da nossa microbiota intestinal, pois são capazes de fornecer substâncias benéficas ao nosso organismo e estudos tem as relacionado com diversos fatores benéficos a saúde, como controle do colesterol.

De uma maneira geral, para os praticantes regulares de esportes ou atividade física, o consumo de carboidratos e proteínas antes e imediatamente após o esporte traz uma série de benefícios, como a melhora na reconstrução do tecido muscular e repleção dos estoques de glicogênio muscular (o "combustível" do músculo).

A proteína que consumimos na dieta (na forma de carne, ovos e alguns vegetais) fornecem os aminoácidos necessários para uma série de funções biológicas em nosso corpo e em especial são componentes estruturais de nossos músculos, pele, ligamentos e cartilagens. Entram ainda como elementos essenciais na produção de nossas enzimas e no sistema imune.

Cinco taças de vinho 🍷 ou sete latas de cerveja 🍺 tipo pilsen tradicional por semana....  Essa deveria ser essa a quantidade padrão máxima de ingestão de bebidas alcoólicas para evitar risco de doenças cardiovasculares, conclui um estudo liderado por pesquisadores britânicos e publicado nesta quinta-feira na revista científica “The Lancet”.

A edição de fevereiro de 2017 da Molecular & Cellular Proteomics publicou a descoberta de uma ação da restrição calórica no envelhecimento lento. Pesquisadores descobriram que comer menos retarda a produção de proteínas pelos ribossomos das células (organelas responsáveis pela síntese de proteínas), o que retarda alguns sinais do envelhecimento.