Blog UPBE | Como o exercício físico pode ajudar na memória
760
post-template-default,single,single-post,postid-760,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

Como o exercício físico pode ajudar na memória

Como o exercício físico pode ajudar na memória

Há vários razões para a prática de atividade física regular – reduzir o risco de doença cardiovascular, baixar o peso, melhorar a pressão arterial, prevenir a depressão ou simplesmente melhorar o visual e a autoestima.

Aparentemente a atividade física regular pode melhorar também a memória e a cognição. Um estudo realizado por pesquisadores da University of British Columbia mostrou que o exercício aeróbico regular aumenta o tamanho do hipocampo no cérebro, uma região relacionada a memória verbal e aprendizado. No entanto, atividade física resistida, como musculação, não apresentou os mesmos efeitos.

O estudo foi conduzido com 86 mulheres de 70 a 80 anos de idade, em Vancouver, Canadá, que referiam alguma dificuldade com a memória. As participantes realizaram atividades aeróbicas de 60 minutos por dia no estudo e os benefícios ficaram mais evidentes após 6 meses de prática regular.

Os resultados são animadores – primeiro que mostram que há benefícios da atividade física regular mesmo começando tarde; segundo, no estima-se que surja um novo caso de demência a cada 4 segundos no mundo e a atividade física regular pode ser uma forma eficiente e barata de prevenção.

#memoria #atividadefisica #aerobico #musculacao # idosos #medicinadoestilodevida #emagrecer #riscocardiovascular #demencia #cognicao #saude

Para saber mais sobre o estudo:
Physical Activity Improves Verbal and Spatial Memory in Older Adults with Probable Mild Cognitive Impairment: A 6-Month Randomized Controlled Trial
Lindsay S. Nagamatsu, Alison Chan, Jennifer C. Davis, B. Lynn Beattie, Peter Graf,1 Michelle W. Voss, Devika Sharma,2 and Teresa Liu-Ambrose

Compartilhe
Sem comentários