Blog UPBE | Exercício físico faz bem pra saúde – mas nem sempre!
777
post-template-default,single,single-post,postid-777,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-12.0.1,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.2,vc_responsive

Exercício físico faz bem pra saúde – mas nem sempre!

Exercício físico faz bem pra saúde – mas nem sempre!

Você não imagina que uma atividade física pode acabar te levando para o hospital, certo? O tipo de ocorrência da qual estamos falando é a rabdomiólise, um dano extensivo do tecido muscular decorrente de atividade física em excesso ou em intensidade maior do que o indivíduo está habituado.

Durante muito tempo profissionais da área de medicina do esporte associavam a rabdomiólise a competições e a treinamento militar – no entanto, hoje é mais comum acharmos essa condição em práticas de atividade física mais comuns. A popularização de algumas atividades como o Crossfit tem aumentado o registro dessa ocorrência, no entanto estudos ou estatísticas nesse sentido ainda são inexistentes. Apesar de ser condição ainda considerada rara (entre militares, a estimativa é de 29 casos a cada 100.000 pessoas por ano), quase uma a cada duas pessoas que apresentou essa condição necessitou de internação hospitalar.

O risco de rabdomiólise é maior principalmente quando as pessoas iniciam novos programas de atividade física, sem o condicionamento físico ideal para tal.

O principal risco da rabdomiólise é a insuficiência renal devido ao extensivo dano muscular. Os principais sintomas são fraqueza, edema (inchaço) e escurecimento da urina.

Fonte: Medline, 2017

Compartilhe
Sem comentários